O Salto Alto e os Homens

31 mar

“Não sei quem inventou o salto alto, mas todos os homens devem muito a ele.” Marylin Monroe

A melhor forma de parecer mais sexy, alta e magra, é colocando um par de sapatos de salto alto.

O efeito é instantâneo! Não precisa de mais nada!

Eu sei que nossos maridos, noivos e namorados reclamam que ficamos horas no shopping, entrando de loja em loja, procurando pelo par de sapatos perfeitos.

Mas o que não percebem, é que se trata de um investimento para eles mesmos!

São os maiores beneficiados, por isso, devem muitos pares de sapatos á nós todas !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  

 

Rio de Janeiro e Sapatos

30 mar

Hoje apresento a vocês a coleção primavera/verão 2011, da marca Jimmy Choo.

A inspiração veio do verão no Rio de Janeiro, repleto de cores fortes e tons desbotados pelo sol intenso.

A modelo Crystal Renn estrela a campanha.

Site: www.jimmychoo.com

Estou enlouquecida por esse peep toe de piton rosa e lilás!

A sandália de flor preta é um luxo!!!!!!!!!!!!!!!!

 

Sapato com adereço de Pena

29 mar

Essa criação de Jimmy Choo, apareceu no seriado e posteriores filmes americanos, Sexy and the City, onde Carrie Bradshaw (interpretada por Sarah Jessica Parker), corre para pegar uma balsa, perde um par desse sapato e grita: “Espere, perdi meu Choo!”.

Ele foi lançado em 1998 e é feito em camurça lilás, enfeitado com uma pena.

Simples, mas ao mesmo tempo sofisticado e poderoso!

 

Bibliografia:

1 – Stiletto/ Caroline Cox. – China: Ed. Bounty Books, 2ª edição, 2008.

2 – Cinqüenta Sapatos que Mudaram o Mundo/Design Museum; [traduzido por Eliza Nazarian].– Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010.

 

Jimmy Choo

28 mar

Depois que, em 1990, a princesa Diana, se tornou uma de suas mais ilustres consumidoras, o designer nascido na Malásia, Jimmy Choo Yeang Keat (1961-), mudou seu pequeno ateliê, aberto em 1986 em Hackney, bairro pobre e pouco conhecido de Londres, para Brompton Cross, Chelsea.

Criador de sapatos meticulosos, extremamente refinados, com qualidade suprema, o que gerou uma reportagem de quatro páginas na Vogue inglesa, em 1988.

Em 1996, se associa a Tamara Mellon, editora de acessórios da Vogue britânica, tornando a marca mundial, com coleções de pronta entrega produzidas na Itália.

Também fora citado inúmeras vezes no seriado e posteriores filmes americanos, Sex and the City, o que favoreceu ainda mais o crescimento da marca.

Da mesma forma que a palavra Manolo virou um adjetivo para sapatos, a palavra Choo, está relacionada a sapatos brilhantes, sofisticados e muito sexies.

Nunca deixou de ser, o preferido entre as estrelas que freqüentam o tapete vermelho do Oscar.

Em 2001, vendeu sua parte na empresa que leva seu nome e hoje se concentra em fazer sapatos glamurosos, a mão.

É o autor da frase: “não deixe os sapatos te vestirem, vista eles”.

Site: www.jimmychoo.com

Jimmy Choo



Tamara Mellon

Suas Criações:

Esse modelo abaixo, foi criado para a marca H & M em 2009.

Perfume da marca Jimmy Choo

 O livro abaixo conta a história da marca Jimmy Choo e essas capas correspondem a edição de 2009 e 2010, respectivamente (à venda na Livraria Travessa – www.travessa.com.br ) de R$ 34,90, por R$ 31,06.

 

Bibliografia:

1 – Cinqüenta Sapatos que Mudaram o Mundo/Design Museum; [traduzido por Eliza Nazarian].– Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010.

2 – Stiletto/ Caroline Cox. – China: Ed. Bounty Books, 2ª edição, 2008.

 

Asas nos Pés

27 mar

Como não poderia faltar nessa semana de ares retrôs, temos mais um sapato da minha coleção particular, com essa característica.

Eu o comprei na Manufact na coleção primavera/verão 2010/2011 .

A marca do sapato é Cavage, é todo feito a mão, de um conforto extremo! O salto é médio, de madeira  e grosso e encima, temos uma borboleta branca vasada.

Para Cinderela nenhuma botar defeito!

 

Se liga nesse sapato!

26 mar

Hoje vou mostrar para vocês, mais um dos objetos de minha coleção: um telefone sapato!

Funciona igual a um telefone normal, só o design que é diferente, em formato de um scarpin.

Todo mundo que vai lá em casa, adora, ele faz o maior sucesso! Espero que vocês gostem!

 

É de calçar rezando!

25 mar

“Se Deus quisesse que nós usássemos sapatos baixos, não teria inventado Manolo Blahnik”. – editora da Vogue inglesa.

 Meninas, podem subir no pedestal, nem pensem em descer do salto, pois este é o seu destino: ser diva para sempre!

Se é Deus que quer, quem sou eu pobre mortal para contrariar?

Que seja feita a vossa vontade!

Amém!

Foto: www.bijoaninha.blogspot.com

Os Sapatos de Dita von Teese

24 mar

Hoje, vamos falar de Dita von Teese!

Rainha do burlesco, meio pin up, bem retrô, o que ninguém pode dizer é que ela não tenha muito estilo!

Particularmente, adoro as roupas dela e, como não poderia deixar de ser, os sapatos!

Chega de conversa! Vamos ao que nos interessa: os sapatos de Dita von Teese! Os dois modelos abaixo são de Christian Louboutin! O primiero (rosê) possui bordados de Jean François Lesage. Um luxo!

Como eu tenho um lado menina que brincou de Barbie, não poderia deixar de mostrar uma bonequinha, como eu sempre faço. Essa é a boneca feita em homenagem a Dita von Teese! Ficou linda, não é?

Sapatos Botânicos

23 mar

Já que o tema dessa semana é Manolo Blahnik, apresento a vocês a mais nova coleção do designer, primavera/verão 2011.

Os modelos foram inspirados em seu jardim, nas Ilhas Canárias, em plantas e arbustos, com vários tons de verdes!

Este modelo chanel com listras e xadrez Vicky, estilo retrô, é a minha cara!

 

Essa bota vasad de florzinhas, também está um luxo!

Mary Jane Campari

22 mar

Um dos sapatos mais clássicos que já existiram são os Mary Janes.

Surgiram devido a uma personagem da banda desenhada “Buster Brown”, publicada no Herald de Nova Iorque em 1902.

Trata-se de um sapato de festa preto de verniz, de salto raso, biqueira arredondada e com uma presilha sobre o peito do pé, que assinalava a transição da infância para a adolescência.

Só nos anos 60 passaram dos colégios para as maisons de moda, através das mãos talentosas de Mary Quant, Courrèges e Betsey Johnson, numa tendência de moda que celebrava a inocência, mas que transformava a juventude em algo com maior carga política e sensual.

Na década de 90, eles retornam através dos pés de Kate Moss, num look “sem teto”.

Courtney Love, os utilizava para criar um visual, segundo suas próprias palavras, de prostituta infantil, transformando-o em um símbolo irônico pós-feminista.

Em cena do seriado “Sex and the City”, Carrie Bradshaw, interpretada por Sarah Jessica Parker, vê um par de sapatos pretos de verniz nas páginas da revista Vogue americana e exclama:

“Ai, meu Deus! As “Mary Janes” de Manolo Blahnik! Um mito em matéria de sapato urbano!”

Esse sapato foi criado em 1994 e continua sendo um dos mais disputados pares de sapatos do designer.

São chamados na atualidade de Campari.

Bibliografia:

1 – Sapatos, Uma festa de sapatos de salto, sandálias, botas…/Linda O”Keeffe.– Portugal: Ed. H.F..Ullmann, 2008.

2 – Cinqüenta Sapatos que Mudaram o Mundo/Design Museum; [traduzido por Eliza Nazarian].– Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010.